ATENDIMENTO

(15) 3222-8610
bomclima@bomclimaarcondicionado.com.br

Notícias

MAR
28
2019

Deixar de limpar o ar-condicionado pode gerar problemas respiratórios

Dentre as opções para refrescar o ambiente, o ar-condicionado está no topo da lista de prioridades em dias de altas temperaturas. Mas de nada adianta ter o aparelho se ele não cumpre o seu papel e ainda desencadeia doenças respiratórias. O equipamento deve passar por manutenção periódica, tanto em casas quanto em comércios e carros.

O professor mestre em engenharia elétrica André Vitor Bonora explica ao G1 que o filtro do aparelho tem que ser limpo a cada 15 dias ou, se for muito utilizado, mensalmente, principalmente no verão.

“Para manter o ambiente limpo, a pessoa tem que retirar a tela do ar-condicionado uma vez por mês para limpar com água corrente e pedir a visita de um técnico pelo menos uma vez por ano para verificar como está o equipamento, se precisa de uma limpeza mais profunda ou apenas higienizar o aparelho.”

Além disso, é preciso fazer a desinstalação do equipamento a cada seis meses ou um ano. O especialista dá dicas de como saber se está na hora de limpar o ar-condicionado:

  • O aparelho não liga;
  • O aparelho liga, mas não gela;
  • Consumo exagerado de energia elétrica;
  • Odor desagradável vindo do aparelho;
  • Aparelho gotejando, além da saída normal de água, na condição de desumidificação do ar ambiente.

A manutenção do ar-condicionado também é necessária para manter a vida útil do equipamento, de acordo com o tempo de ação dado pelo fabricante. A limpeza ainda ajuda na conservação de energia elétrica da unidade do aparelho.

“A falta de limpeza dos filtros e a falta de manutenção do ar-condicionado reduzem o desempenho do aparelho, pois causam sobrecarga de energia elétrica no funcionamento do equipamento”, explica o professor.

O engenheiro ensina a limpar o filtro do ar-condicionado com água corrente em casa:

  • A água deve ser jogada no sentido contrário ao da entrada de ar;
  • Cuidado para não danificar o tecido, que, além de fazer a filtragem da poeira, trabalha por atrito e contato e com a energia estática gerada que faz as partículas de pó grudarem nele;
  • Não usar nenhum tipo de produto químico, nem escovas ou aspiradores de pó.

Riscos para a saúde

O G1 conversou com Fábio Lorenzetti, médico e coordenador do departamento de otorrinolaringologia do Banco de Olhos de Sorocaba (SP), sobre os problemas de saúde que podem ser gerados pela falta de limpeza e manutenção no ar-condicionado.

Para o médico otorrinolaringologista, o equipamento ajuda a reter impurezas no ar. O problema é quando ele fica sujo e espalha as substâncias no ambiente. A manutenção e limpeza do aparelho também são fundamentais para a saúde das pessoas que utilizam o ar-condicionado.

Ele explica que, se o aparelho estiver em uso há muito tempo sem limpeza, há acumulação de poeira, fungos, ácaros e substâncias que predispõem doenças respiratórias.

“As substâncias acabam predispondo rinite, rinossinusite, bronquite e asma, se a pessoa tiver alergias. Elas influenciam em crises de doenças respiratórias”, explica.

Ainda conforme o médico, o ar-condicionado também resseca o ar do ambiente. Por isso, pessoas que moram em locais com clima seco podem ter sensação de ressecamento, principalmente no nariz.

“Quando o ar está muito seco, a recomendação é lavar o nariz com soro fisiológico, porque ele limpa e hidrata a mucosa do nariz.”

Além disso, o médico recomenda a utilização de umidificadores de ar ou também colocar um balde com água no ambiente para diminuir a sensação de ressecamento do ar. Se os sintomas persistirem, o médico orienta a procura de um otorrinolaringologista.

Fonte: G1

BY :
COMMENT : 0